sexta-feira, 6 de outubro de 2017

#MLOutonoInverno2017 - Explicação e Desafios





Uma das coisas que mais gostei da Maratona anterior foi a vontade que todos expressaram em ter uma próxima. E aqui estou eu e a Roberta para vos trazer a Maratona Literária de Outono/Inverno.
Esta maratona parece ter muitos desafios, mas dura vários meses e são desafios mais "fáceis".
Vamos ter prémios. À semelhança da anterior teremos 1 prémio para o 1º, 2º e 3º lugares, e um prémio extra que daqui a uns dias vos diremos como o poderão conseguir. Os prémios serão revelados mais à frente. 
A maratona não é uma imposição, mas tem como objetivo tentar que o leitor leia livros diferentes. A própria pessoa é que escolhe que livros vai ler dentro de cada categoria. 
Esta maratona vai começar dia 15 de Outubro de 2017 às 23:59 e irá até ao dia 15 de Janeiro de 2018 pelas 23:59.
O objetivo é ler o maior número possível de páginas. As únicas regras para participar oficialmente nesta maratona é serem seguidores do blog [http://agoraquesoucritica.blogspot.pt/] e do blog Flames [http://flamesmr.blogspot.pt/] e do youtube do blog Flames [https://www.youtube.com/user/FLAMESmr/].
Da lista de desafios podem escolher todos ou apenas alguns para cumprirem. Cada participante deverá meter os seus progressos numa rede social à sua escolha. Usem a hashtag #MLOutonoInverno2017 para nós irmos acompanhando.
Podem inscrever-se quando quiserem, desde que seja durante o tempo da maratona.
A inscrição faz-se, apenas, pedindo para aderir ao grupo do facebook: https://www.facebook.com/groups/1930758273915893/?source=create_flow Assim que entram no grupo, estão a participar
NOTA: CADA LIVRO SÓ PODE ENTRAR NUMA CATEGORIA, LOGO NÃO SE PODE REPETIR O MESMO LIVRO EM DUAS CATEGORIAS DISTINTAS.
PARA OS CORAJOSOS que consigam terminar todas as categorias (na maratona de Verão do ano passado e desde ano aconteceu) podem continuar a ler livro para categorias repetidas. As páginas contam para o final.

PRÉMIOS - a revelar

DESAFIOS
10 desafios gerais
1) Ler um livro que te faça, por algum motivo, lembrar a escola
2) Ler um livro cuja capa tenha tons escuros
3) Ler um livro de contos
4) Pedir a alguém para escolher um livro para leres 
5) Ler um livro que tenha uma adaptação cinematográfica (ou que vai ser adaptado para o cinema) - Se possível vê o filme a seguir
6) Ler um livro que queiras acabar antes de 2017 terminar
7) Ler um livro que tenhas há mais de 1 ano na estante (ou ler o último livro que compraste)
8) Ler uma Graphic Novel, Banda Desenhada, Mangá
9) Ler um livro escrito por alguém que admires (ou sobre alguém que admires)
10) Ler um livro de não-fição
5 desafios relacionados com o Halloween 
1) Ler um livro de horror/terror
2) Ler um policial
3) Ler um livro cujo tamanho te assuste (por exemplo, um livro enorme)
4) Ler um livro cujo título esteja escrito a vermelho
5) Ler um livro cujo nome do autor seja difícil de pronunciar
5 desafios relacionados com o Natal
1) O Natal é uma época bonita, onde o conforto é procurado especialmente devido ao frio que se sente lá fora. Lê um livro que achas que te possa trazer conforto
2) Ler um livro que te ofereceram num Natal ou que gostarias que te tivessem oferecido
3) Ler um livro que te faça lembrar a família
4) Ler um livro com a cor branca na capa
5) Ler um livro com menos de 100 páginas
5 desafios extras Instagram/Facebook (cada desafio extra vale + 10 páginas):
1) Escrever a opinião de um dos livros que leste na maratona (podem publicar no vosso blogue caso tenham, ou colocar no grupo)
2) Desafio extra para o Halloween (SURPRESA - a divulgar dia 23 de Outubro de 2017)
3) Desafio extra para o Natal (SURPRESA - a divulgar dia 18 de Dezembro de 2017)
4) Falar da maratona e de um livro a alguém e tirar uma foto com essa pessoa 
5) Tirar uma foto de pijama/robe com o livro que estão a ler

DIVIRTAM-SE!

sábado, 19 de agosto de 2017

TAG 50% | 2017 | Balanço

Olá! Hoje vou responder a uma Tag a dos 50% onde faço uma pequena retrospectiva do que li no primeiro semestre de 2017.
Esta Tag vi no blog da Cláudia, A Mulher que ama Livros, e foi criada pela ReadLikeWildfire,
quem traduziu esta Tag foi Geek Freak.

Perguntas da Tag:
1. O melhor livro que eu li até agora, em 2017.
R: 22.11.63 de Stephen King.

2. A melhor continuação que eu li até agora, em 2017.
R: Li poucas continuações em 2017 até agora, mas sem sombra de dúvidas que a melhor do ano foi A Elite de Kiera Cass.

3. Algum lançamento do primeiro semestre que eu ainda não li, mas quero muito.
R: A Rapariga no Gelo de Robert Bryndza, saiu mesmo no fim do primeiro semestre, no mês de Junho, mas é um livro que estou muito interessada e já o tenho cá em casa, mas ainda não o li. Talvez seja uma das próximas leituras.

4. O livro mais aguardado do segundo semestre.
R: O livro que eu mais quero que saia no segundo semestre deste ano é sem sombra de dúvidas o quinto livro da série A Seleção, A Coroa.

5. O livro que mais me decepcionou este ano.
R: A Casa Misteriosa de Marzia Bisognin.

6. O livro que mais me surpreendeu este ano.
R: Um novo amanhã de Dorothy Koomson, apesar de na maioria das vezes ter ouvido falar muito bem deste livro, fui para ele com as expetativas muito baixas para não me desiludir e ainda bem que o fiz, porque adorei este livro. 

7. Novo autor favorito (que lançou o primeiro livro neste semestre, ou que eu conheça recentemente).
R: Monica Wood, fiquei a conhece la este ano e adorei o livro que li dela (Um Rapaz Muito Especial).

8. A minha quedinha por personagem fictício mais recente. 
R: O Maxon da série A Seleção.

9. A minha personagem favorita mais recente.
R: America de A Seleção, apesar de as vezes ela ser um pouco irritante eu gosto da personalidade que ela tem, e da força que ela demonstra ter.

10. Um livro que me fez chorar neste primeiro semestre.
R: Um Rapaz Muito Especial de Monica Wood, foi o primeiro livro neste ano a fazer-me chorar. 

11. Um livro que me deixou feliz neste primeiro semestre.
R: Um Ano Para Ser Feliz de Lori Nelson Spielman.

12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que eu assisti até agora, em 2017.
R: Até agora, este ano, só li um livro com adaptação cinematográfica, que foi Os Maias de Eça de Queirós.

13. Resenha favorita deste primeiro semestre (escrita ou em vídeo).
R: A minha resenha de A Escolha de Kiera Cass.

14. O livro mais bonito que eu comprei ou ganhei este ano. 
R: O livro que eu acho o mais bonito é o A Última a Saber de Elizabeth Adler que me foi oferecido por uma amiga. Não é o mais bonito da minha estante, mas só deste ano é sim. 

15. Quais os livros que eu preciso ou quero muito ler até ao final do ano.
R: A Coroa de Kiera Cass que ainda não saiu em Portugal. E Os Passageiros do Tempo de Alexandra Bracken que já tenho na minha estante e pretendo ler o mais rápido possível. 


Já leram algum dos livros que referi? Qual a vossa opinião?


                                                                                                                                  Boas leituras!
                                                                                                                                  Até ao próximo post!

Resenha: Harry Potter e a Câmara Secreta

Resenha feita pela Lúcia!
Título: Harry Potter e a Câmara Secreta

Autora: J.K. Rowling
Editora: Presença
Páginas: 327
Ano: 2000






Sinopse: 
Os dias de Verão com os Dursleys estavam a tornar-se insuportáveis. Harry Potter já não gostava muito de muggles, mas o pior é que tinha de passar os seus dias de férias em casa dos muggles mais muggles de todo o planeta e arredores. Não havia maneira de voltar para a sua querida escola de feitiçaria...  E ultimamente mesmo esse regresso se encontrava ameaçado, pois duende Dobby não cessava de o avisar de que algo terrível o aguardava em Hogwarts... Nada mais nada menos do que a revelação dos misteriosos e ameaçadores poderes da câmara do segredos! O regresso do herói que está a conquistar jovens e adultos de todo o mundo numa aventura que te enfeitiçará até à última página.


Autora: 

Joanne Rowling, mais conhecida como J.K. Rowling, é uma escritora, roteirista e 
produtora cinematográfica britânica, notória por escrever a série de livros Harry Potter. 
Os livros ganharam uma popularidade mundial, recebendo múltiplos prémios e vendendo 
mais de 400 milhões de cópias. Eles tornaram-se a série literária mais vendida da história. 
A Warner Bros, adaptou os livros para o cinema.

Nascida em Yate, na Inglaterra, Rowling teve a ideia de escrever a série enquanto estava num 
comboio que ia de Manchester para Londes, em 1990.


Opinião: 
As férias foram tão más que Harry Potter só queria voltar para a Escola de Magia e Bruxaria
de Hogwarts. Mesmo intrigado com o aviso de um misterioso elfo doméstico, ele volta à 
escola, onde além de ter que aguentar o arrogante professor de Arte das Trevas, Gilderoy 
Lockhart, e suportar os assédios de um rapaz que só pensava em fotografá-lo, Harry ainda 
tinha que tentar desviar a atenção da obcecada Gina Weasley.
Mas certamente isso é pouco quando comparado com as misteriosas petrificações que 
assustam os alunos e professores. Quem estaria por trás dos ataques?
Os Dursley foram tão insuportáveis durante as férias, que Harry Potter mal esperava poder
voltar à Hogwarts. Entretanto, pouco tempo antes disso acontecer, uma misteriosa criatura
invadiu o seu quarto. Dobby era um elfo doméstico muito maltratado e estava aterrorizado
com a ideia de que Harry voltaria à escola de magia. Tentou convencer o mesmo a todo o 
custo dizendo que se fizesse isso coisas terríveis iriam acontecer, e que estaria mais 
protegido se resolvesse ficar com os tios.






Mas, obviamente, Harry não aceitou de jeito nenhum a proposta do elfo. Por ver que não 
estava a convencer Harry, Dobby acaba por provocar um pequeno caos na casa dos Dursley,
e Harry acaba por ser o acusado. Irritados, os tios proíbem-no de voltar à Hogwarts.

Os dias passaram-se, e quando Harry Potter já começava a perder as esperanças, os irmãos
Weasley foram resgata-lo daquela prisão, levando-o para a casa deles - A Toca. 

Harry foi muito feliz durante a sua estadia na Toca, mas já era hora de voltar à Hogwarts.
Mesmo tendo enfrentado uma detenção logo no início do ano letivo por ter andado com um
carro voador e exposto o mundo mágico, as preocupações só pareciam aumentar.


Harry, agora tinha que lidar com a arrogância do seu novo professor de Arte das Trevas, 

Gilderoy Lockhart, e suportar o assédio de um aluno - Colin Creevey - que só pensava em 
fotografá-lo. Sem contar com os resmungos da Murta Que Geme e a tímida e obcecada Gina
Weasley.
Mas logo isso se torna insignificante perto dos misteriosos ataques que começam a acontecer
em Hogwarts. Estudantes aparecem inexplicavelmente petrificados, e todos na escola ficam 
aterrorizados. Quem estaria por trás dos ataques?

Harry Potter e a Câmara Secreta destaca-se como um dos livros mais divertidos da série.
J.K. Rowling mostra toda a sua criativadade e senso de humor, desde o vampiro melancólico
que gosta de fazer barulho no sótão dos Weasley até a festa de aniversário da morte de Nick 
Quase Sem Cabeça. Foi tudo tão bem organizado pela autora que conseguimos dar umas boas 
risadas com várias situações como estas. 
E, como disse a respeito de Harry Potter e a Pedra Filosofal, sempre me surpreende com a
maneira subtil e ao mesmo tempo rápida com que a autora narra as suas histórias. É 
impossível não se prender ao enredo que, mesmo com as histórias misteriosas que rondam
a 'lenda' da Câmara Secreta, nos surpreende com pitadas de humor. Uma leveza e simpatia
típicas de J.K. Rowling. Recomendadíssimo! 


Livro Vs Filme: Harry Potter e a Câmara Secreta


Além de Harry Potter e a Câmara Secreta ser um dos meus livros preferidos dentre os sete,
também é um dos meus filmes preferidos. Realmente não tenho nenhuma grande reclamação 
em relação a cortes, pois, como disse no Harry Potter e a Pedra Filosofal, todos sabemos que
não dá para colocar no filme tudo o que está no livro. Mas, é claro, Pirraça sempre fará falta.
Também acho válido destacar a atuação brilhante de Rupert Grint e os maravilhosos efeitos 
visuais usados no filme.
Nota 10 para esta adaptação! 




                             


                                                                                                                                     Boa leitura!
                                                                                                                                     Até ao próximo post!

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Resenha: Harry Potter e a Pedra Filosofal | Livro Vs Filme

Resenha feita pela Lúcia!
Título: Harry Potter e a Pedra Filosofal
Autora: J.K. Rowling
Editora: Presença
Páginas: 260
Ano: 1999




Sinopse: 

Harry Potter não é um herói habitual. É apenas um miúdo magricela, 
míope e desajeitado com uma estranha cicatriz na testa. Estranha, 
de facto, porque afinal encerra misteriosos poderes que o distinguem 
do cinzento mundo dos muggles (os complicados humanos) e que irá 
fazer dele uma criança especialmente dotada para o universo da magia. Admitido na escola de Hogwarts onde se formam os mais 
famosos feiticeiros do mundo, Harry Potter irá viver todas as aventuras 
que a sua imaginação lhe irá proporcionar. 



Harry Potter e a Pedra Filosofal é o primeiro livro de uma saga mágica, divertida, cheia de 
surpresas e perigos de arrepiar, que cresce com os seus protagonistas.



Autora: 

Joanne Rowling, mais conhecida como J.K. Rowling, é uma escritora, roteirista e 
produtora cinematográfica britânica, notória por escrever a série de livros Harry Potter. 
Os livros ganharam uma popularidade mundial, recebendo múltiplos prémios e vendendo 
mais de 400 milhões de cópias. Eles tornaram-se a série literária mais vendida da história. 
A Warner Bros, adaptou os livros para o cinema.

Nascida em Yate, na Inglaterra, Rowling teve a ideia de escrever a série enquanto estava num 
comboio que ia de Manchester para Londes, em 1990.


Opinião: 
Jatos de luz verde. Essa era a única coisa que Harry Potter se lembrava sobre o seu 
passado, pois foi entregue ainda em bebé aos cuidados dos tios, os Dursley. Entretanto, o 
tio Válter e a tia Petúnia nunca lhe tinham contado a verdade sobre o seu passado, fazendo 
com que o Harry acreditasse que tinha perdido os pais num acidente de carro.
Mas logo a sua verdadeira origem vai ser revelada.


Um bebé foi deixado na porta dos Dursley, com apenas uma carta que explicava quem ele era e os motivos da sua sobrevivência. Válter e Petúnia eram as pessoas mais normais que alguém poderia querer conhecer, não compactuavam com nada estranho ou sobrenatural, nada que estivesse além dos limites da normalidade.
Por essa razão, o bebé - Harry Potter - acabou por crescer sem conhecer a sua verdadeira origem, acreditando que tinha perdido os pais num acidente de carro.

Não bastando o pequeno Potter não conhecer a sua verdadeira história, ele ainda era tratado como lixo pelos Dursley. Era obrigado a viver com o mínimo e devia fazer os serviços domésticos. Além disso, tinha que aguentar as provocações diárias de Duda, o filho do tio Válter e da tia Petúnia. 
Harry Potter cresceu como qualquer rapaz da sua idade, com uma rotina absolutamente normal, exceto por alguns pequenos detalhes, como as coisas que ele fazia com as pessoas que o chateavam, mesmo que sem querer. Mas ele não compreendia o porquê desses acontecimentos. Não sabia que existia um grande mistério por trás de tudo isso. 
Mas certo dia uma carta chegou à casa dos Dursley. Era uma carta para Harry. Ele nunca recebia cartas, e não teve nem tempo de ver esta, pois os tios não o deixavam ler. Os dois ficaram espantados com o conteúdo dela, mas de forma alguma deixavam Harry lê-la. Entretanto, os dias foram passando e mais e mais cartas como aquela chegavam à casa deles. Bem que Harry tentava ler uma delas, mas os tios sempre estavam por perto para impedi-lo. Quando a casa já estava a ser bombardeada por cartas, o tio Válter não aguentou mais e levou Harry e os outros para um local afastado, para que não fossem mais perturbados. 
Por fim, Harry viu-se preso num casebre horrível junto com os Dursley. 
Esta havia sido a última das esperanças do tio para que as cartas parassem de chegar. Mas, naquela noite, o casebre estremeceu... Alguém batia a porta, querendo entrar. Todos se assustaram e de repente surge diante deles um homem gigantesco. Mesmo um pouco aterrorizado com o homem, Harry acabou por descobrir com ele que havia sido enganado a vida inteira.
Hagrid, o gigante, contou-lhe a sua verdadeira origem, quem era e como acabou na mão dos Dursley. E justamente no seu aniversário de 11 anos descobriu que havia derrotado o bruxo das trevas mais poderoso de todos os tempos, mesmo sem se lembrar de nada. Harry Potter era um bruxo, e mal sabia que era muito famoso no mundo da magia. E como tal, deveria ser educado numa escola de bruxos.

Por fim, o gigante Hagrid levou-o para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, onde Harry, além de aprender poções e feitiços, irá conhecer Hermione e Rony, descobrir muitos outros mistérios que rondam a sua história e salvar o mundo mágico da terrível volta de um bruxo das trevas poderoso.


Harry Potter e a Pedra Filosofal é um livro bem pequeno, o menor dentre todos os livros da série. Impressiona a maneira rápida como J.K. Rowling conduz os acontecimentos, fazendo com que a leitura, além de divertida, seja bem leve. 
Este primeiro livro funciona como uma introdução à vida de Harry Potter, onde descobrimos como os bruxos se comportam, quem é Voldemort e Alvo Dumbledore, o que é Hogwarts e outras tantas coisas.
Além de se deliciar com uma leitura tão divertida, o leitor ainda pode refletir sobre a importância do amor, da amizade e da coragem.


Livro Vs Filme: Harry Potter e a Pedra Filosofal 

Na minha opinião, o filme Harry Potter e a Pedra Filosofal foi uma boa adaptação. É claro que, como todas as adaptações, nem todas as coisas que estão no livro aparecem no filme, o que é perfeitamente compreensível. Porém, duas coisas realmente fizeram falta.
A primeira, um dos cortes mais desnecessários entre todos os filmes da série: o poltergeist Pirraça. O Pirraça é um dos rapazes que habitam Hogwarts, assim como o Nick quase sem Cabeça, a Murta Que Geme, entre outros tantos.
Vive numa desordem e passa a vida a armar confusão com os alunos, um verdadeiro brincalhão. Ele é colega dos Gémeos Weasley e a única coisa que parece respeitar é o Barão Sangrento, um outro fantasma que habita a escola.
A falta de Pirraça nos filmes é bem perceptível desde a Pedra Filosofal. Dizem que os produtores até tinham contratado um ator (Rik Mayall) para representar o poltergeist, mas gravaram algumas cenas e logo decidiram retirá-lo do filme. Uma pena!
A segunda coisa que fez bastante falta no filme foi o desafio das poções, que era um dos testes necessários para que Harry conseguisse chegar até a Pedra Filosofal. Ele aparece logo depois que Harry, Rony e Hermione enfrentam o jogo de xadrez gigante (desafio proposto pela profa. McGonagall). Este desafio havia sido elaborado pelo prof. Snape e era mais uma prova de lógica do que de força ou qualquer outra coisa. E é nessa parte que Hermione realmente se destaca como uma bruxa extremamente inteligente, escolhendo a poção correta e fazendo com que Harry conseguisse chegar ao Espelho de Ojesed. Mas, quem sabe, os diretores pensaram que esse desafio não era emocionante e não daria cenas de ação, e resolveram retirá-lo da adaptação. Acho que eles erraram... 




Boa leitura!
Até ao próximo post!